quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Raimundo Jinkings: um homem amável.



Depoimentos espontaneos como este que Mayra Jinkings, filha do Álvaro (Valico), são lembranças de um homem gentil, sensível, generoso, lutador e que muito fez pela cultura e pelas conquistas democráticas no Pará. Era meu pai, Raimundo Jinkings.


Mayra, que reside em Paris, deixou o seguinte recado para a vó Isa no orkut.

Vozica, olha o que essa moça me escreveu. Ela me achou no orkut

Há muitos anos fui ao Pará e lá fui assaltada e os homens me machucaram com uma faca, era perto de uma praça, corri pra uma rua e entrei em uma livraria que tinha o teu nome, isso ja faz muitos anos, mas nunca esqueci a gentileza com que fui tratada lá, nunca mais soube nada dessas pessoas, do Senhor educado, inteligente e gentil que me trouxe água.
Acredite, nem uma má impressão ficou em mim, mesmo o assalto tento sido muito violento, apenas ficou em mim que aquelas pessoas foram as mais gentis que conheci em toda minha vida...as da familia Jinkins.
Não tenho certeza se vc é do Pará, da cidade de Belém, mais se for e conhecer algo sobre esta livraria me mande links, emails.
Obrigada.
.

5 comentários:

Conceição disse...

Uma coisa que me intriga é ver que não foi feita uma justa homenagem ao seu Jinkings.
Eu que militei desde novinha, tive nele sempre um exemplo de luta e de vida, mesmo. Isto contado aí é um depoimento muito sensível que capta o espírito dele.
Passou petista pela Prefeitura, passou (está) petista pelo governo e se homenageiam os bajuladores e destaques dos grupos dominantes. O seu Jinkings, sim, contribuiu muitíssimo para a cultura e para as nossas conquistas. E mais: deu exemplo de vida para nós, que éramos jovens em formação.
O governo tucano, por exemplo, teve um Paulo Chaves, que conviveu com Jinkings e diz que o admirava, mas jamais o homenageou enquanto esteve na cultura.
Teresinha Gueiros, que esteve na educação e sempre admirou o seu Jinkings, em afirmações dela, tb o esqueceu nas homenagens.
É. Para os justos, os honestos, os sem vaidade, as batatas.
Me emocionei ao ler o seu recado, obrigada.
Conceição

Meg disse...

Concordo inteiramente com o que disse a Conceição.
O que só reafirma meu comentário no post abaixo.
Emoção em estado puro rever o rosto do seu Jinkings.
E por favor, deem um abraço, por mim no Valico.
Que saudades!
Beijos
Meg

Luciano T. Amaral disse...

Conheci este grande brasileiro através de meu pai, que também foi e ainda é um grande lutador pela causa da justiça social. Meu pai, Luciano Pepes do Amaral foi um grande companheiro de Raimundo Jinkings e sou testemunha das lutas e dificuldades daquele tempo. Tenho orgulho de ter conhecido esse baluarte da nossa história e de ser filho de Luciano Pepes do Amaral. Depois de ler o livro "Cabanos e Camaradas", de Alfredo Oliveira, passei a admirá-los ainda mais.

Leila Jinkings disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leila Jinkings disse...

Luciano, obrigada por visitar a página.
Luciano foi um camarada muito querido pelo meu pai.
E foi também meu camarada e grande apoio na luta, depois que meu pai se foi.

Um grande abraço a ele.